top of page

Prévia do Censo 2022 aponta crescimento populacional em toda a região

Itatiaiuçu teve forte avanço demográfico e ultrapassou, com folga, a população de Itaguara; Crucilândia e Piracema também cresceram

A Prévia do Censo 2022, divulgada na tarde de quarta-feira (28/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE), apontou que houve um crescimento expressivo na maioria dos municípios da região. Enquanto o Brasil experimentou uma taxa de crescimento demográfico de cerca de 7% em uma década, a região cresceu, em média, mais de 10%.


Em Itaguara, a população cresceu cerca de 17% em uma década e alcançou, segundo o IBGE, 14.408 habitantes. Em 2010, a cidade contava com uma população de 12.372 pessoas.


Crucilândia cresceu cerca de 20% no mesmo período e alcançou uma população de mais de 5.700 pessoas, ante 4757 em 2010.


O município que mais cresceu percentualmente em toda a região foi Itatiaiuçu, que contava com 9.928 pessoas em 2010 e, atualmente, possui uma população de mais de 16 mil pessoas, segundo os cálculos prévios do IBGE. Para se ter uma ideia do crescimento, Itatiaiuçu aparecia, há uma década, bem atrás de Itaguara e hoje supera a população itaguarense em cerca de 2 mil pessoas. O crescimento demográfico de Itatiaiuçu foi superior a 60% em uma década, ante uma taxa nacional de crescimento de menos de 2%.


O município que menos cresceu demograficamente na região foi Rio Manso, que possuía uma população de 5.276 pessoas em 2010 e, atualmente, conta com 5.527 habitantes, o que em termos percentuais, representou um crescimento de menos de 5%.


Piracema, que contava com uma população de 6.406, agora reúne 7.451 habitantes, de acordo com os dados prévios do IBGE, um crescimento superior a 17%.


Veja a população prévia calculada pelo IBGE para algumas das principais cidades da região:



Carmópolis de Minas 17.596

Carmo do Cajuru 23.374

Cláudio 31.388

Crucilândia 5.779

Itaguara 14.408

Itatiaiuçu 16.257

Itaúna 95.967

Piracema 7.451

Rio Manso 5.527


Minas Gerais


Minas tem 20,7 milhões de habitantes de acordo com o cálculo prévio do IGBE. O número é menor que o esperado, mas representou um crescimento de mais de 1 milhão de habitantes em comparação com o último censo, realizado em 2010.


Entre as cidades mineiras, a capital Belo Horizonte é a mais populosa, com 2.392.678 habitantes, segundo os dados prévios. Já o município com menor número de habitantes do estado segue sendo Serra da Saudade, na região Centro-Oeste, contando 836 pessoas.


Brasil


De acordo com a prévia do Censo de 2022, o Brasil tem 207.750.291 habitantes, número menor do que a projeção anteriormente divulgada pelo próprio IBGE, antes da realização do Censo, segundo a qual o país possuiria 213,3 milhões de habitantes, tendo como data de referência o dia 1º de julho de 2021. Os números, no entanto, ainda não são podem ser considerados definitivos, de acordo com o instituto e o resultado final deverá ser divulgado em meados de 2023.


De acordo com a prévia divulgada na última semana de 2022, a Região Sudeste se manteve como a mais populosa do país, com 87.348.223 habitantes, seguida da Região Nordeste com 55.389.382 de habitantes. Por sua vez, na Região Sul vivem 30.685.598 pessoas, enquanto a Região Norte conta 17.834.762 habitantes. A região menos populosa do país segue sendo a Região Centro-Oeste, com 16.492.326 de pessoas.



Resultado ainda é prévio


O IBGE informou que os dados não são conclusivos e se baseiam nas coletas realizadas pelo Censo Demográfico 2022 até o dia 25 de dezembro.


Seguindo um modelo estatístico, o IBGE entrega um resultado prévio do ano de 2022 a partir dos 83,9% da população recenseada.


Tão logo os resultados definitivos sejam divulgados pelo Instituto, o Sagarana Notícias informará aos leitores.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page