top of page

Maior tempestade geomagnética em 20 anos atingiu a Terra na noite desta sexta-feira

Um forte flare solar (circulado) observado na quinta-feira. Foto: NOAA


De acordo com um alerta recém-emitido pelo Centro de Previsão do Clima Espacial dos Estados Unidos (SWPC, na sigla em inglês), ligado à Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos (NOAA, na sigla em inglês), na noite desta sexta-feira, uma tempestade geomagnética atingiu a Terra e foi classificada oficialmente como nível G5 - o nível máximo na escala de tempestades geomagnéticas.



Desde outubro de 2003, quando as chamadas "Tempestades de Halloween" ocorreram, uma tempestade desta magnitude não era observada. Naquela ocasião, o evento geomagnético extremo resultou em apagões na Suécia e danos aos equipamentos do sistema de energia da África do Sul.


  As ejeções de massa coronal (CMEs) são explosões de plasma e campos magnéticos provenientes da coroa solar. Quando atingem a Terra, desencadeiam tempestades geomagnéticas, afetando tanto a infraestrutura em órbita quanto na superfície terrestre, podendo causar interrupções nas comunicações, rede elétrica, navegação, transmissões de rádio e operações de satélite.

 Essas ejeções envolvem grandes liberações de plasma e campo magnético do Sol. Uma única ejeção pode conter bilhões de toneladas de matéria liberada a altas velocidades.


  Com a previsão de várias CMEs adicionais direcionadas à Terra durante o fim de semana, é provável que a tempestade geomagnética persista, podendo afetarcomunicações HF/VHF/UHF, redes elétricas, navegação por satélite e outras tecnologias.

  A principal causa tem sido um grande e complexo grupo de manchas solares que possui 16 vezes o diâmetro da Terra. Espera-se uma atividade adicional dessa região. 


 O Sol segue ciclos de aproximadamente 11 anos, nos quais há períodos de aumento e subsequente redução das atividades, incluindo a formação de manchas solares. O atual ciclo, identificado como número 25, teve início em 2019 e acelerou suas atividades de forma mais rápida do que o esperado. Prevê-se que atinja o pico de atividade na metade de 2025, conforme as previsões do SWPC.


Referência


NOAA. (2024, 10 de maio). Media Advisory: NOAA Forecasts Severe Solar Storm; Media Availability Scheduled for Friday, May 10. Recuperado de https://www.swpc.noaa.gov/news/media-advisory-noaa-forecasts-severe-solar-storm-media-availability-scheduled-friday-may-10

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page