top of page

Alerta de baixa umidade atinge Itaguara, Carmópolis, Crucilândia e Piracema

Atualizado: 26 de jun.

Neste fim de semana, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta para mais de 400 municípios em Minas Gerais devido à baixa umidade relativa do ar. Entre as cidades afetadas estão Itaguara, Carmópolis de Minas, Piracema e Crucilândia.


A umidade relativa do ar nessas cidades pode cair abaixo de 30%, o que representa risco para a saúde da população e aumenta a possibilidade de incêndios florestais.


Impactos


A baixa umidade pode causar problemas respiratórios, desconforto físico e afetar negativamente a agricultura. É importante que a população esteja ciente desses riscos e tome medidas preventivas para proteger a saúde e o meio ambiente.


Abaixo, gráfico de umidade durante as 4 estações do ano em nossa região:



De acordo com os padrões climáticos da região Centro-Oeste de Minas Gerais e Metropolitana de Belo Horizonte, a umidade relativa do ar tende a variar significativamente ao longo do ano. Como ilustrado no gráfico, durante o inverno, a incidência de baixa umidade (<30%) atinge seu pico em nossa região, refletindo um período crítico que requer maior atenção.


Nos meses do verão, a média de umidade é mais alta, mas mesmo assim, a baixa umidade ainda ocorre, embora em menor frequência. Esses dados demonstram a importância de se manter vigilante e preparado durante todas as estações do ano.


Recomendações para a População


  1. Hidratação: É fundamental beber água com frequência para evitar a desidratação.

  2. Ambientes Internos: Melhorar a umidade do ar dentro de casa pode ser feito com o uso de umidificadores ou colocando bacias com água nos cômodos.

  3. Atividades Físicas: Deve-se evitar exercícios físicos intensos durante os períodos mais quentes do dia.

  4. Cuidados com a Vegetação: Manter as áreas verdes úmidas pode ajudar a reduzir o risco de incêndios.


Essas precauções são importantes para minimizar os efeitos adversos da baixa umidade na saúde e na segurança da comunidade.


Para mais informações sobre a situação e recomendações adicionais, continue acompanhando o Sagarana Notícias.

0 comentário

Comments


bottom of page